COPA DO MUNDO 2014: Semifinais


Brasil 1 x 7 (S-E-T-E) Alemanha

felipao_jogo4_reu_95

“A dor da derrota

Quando vemos uma pessoa (criança ou adulto) chorando, nos perguntamos ‘o que aconteceu?’ ‘Qual a razão deste choro?’ Imagina quando mais de 60 mil pessoas em um lugar estão chorando, a dúvida fica maior ainda. Que dirá de milhões. “Pior” ainda quando a resposta é por conta de um esporte, onde deveria assim como a arte entreter e diferente da arte não ser tão emocional. Sera?

golgolgolgolgol

Imagina só, um país que dificilmente tem uma identificação histórica, onde a educação é ruim a décadas e mais décadas refletindo em todos os setores, tornando cada geração mais decepcionada, com mais descrença ou com desconhecimento de possíveis fontes de inspirações. O esporte é o único refúgio para um país que não consegue se destacar em muita coisa, talvez seja por que o esporte, mais precisamente o futebol, é mais justo que todo o resto da sociedade, onde qualquer um podem jogar apenas com uma bola e um campo, nada além disso.

E até pode parecer bobeira, mas o Esporte (ao longo dos anos por diversos fatores, de inclusão tanto física quanto ‘monetária’, se tornou o mais praticado do mundo) que foi criado na Inglaterra, o Futebol, conseguiu unir nações desmanteladas e calou nações dominadas. Então, você que diz que futebol e política não tem nada a ver, sinto afirmar que é um grande ignorante, ignora o saber que o futebol foi Sim arma para o bem e para o mal numa sociedade (uma pequena pitada é o documentário do Lucio de Castro chamado “Anos de Chumbo”, que mostra o lado ruim do futebol na América do Sul enquanto as ditaduras. O lado ‘bom’, foi por exemplo registrado no drama/documentário chamado O Milagre de Berna, que foi o título mundial de futebol de 1954 da Alemanha Ocidental, até então um país desfigurado pós guerra fez, a fundação da República Federal Alemã). A hegemonia esportiva e política sempre andaram juntas, desde a época da olimpíadas modernas (URSS, Alemanha Nazista, Ocidente Capitalista, etc), que foram grandes meios de propagandas nacionalistas e aí está o ‘fio da meada’.

Brazil Soccer WCup Brazil Germany

Todos esses fatores somados podem dar a real importância do futebol ao longo dos anos, principalmente para o Brasil, que não teve grandes líderes, pensadores, estudiosos, ou melhor, até teve, mas eram exceção a regra, regra que nesse país não há. Sem planejamento algum, “sobrevivemos” pela estatística, de um país tão grande e numeroso, com grandes diversidades cresce. Daí veio a ideia que o país tem tudo pra ser melhor possível, mas o crescimento real é irrisório, por falta de organização.

O futebol era a válvula de escape para um sociedade que via a possibilidade de ser melhor mas não era e que no futebol poderia ser. Era aquele ‘sonho’ refletido, pelo menos no futebol. O  mundo nos conhecia, não pelos cientistas ou pelas industrias etc., mas pelo futebol e belezas naturais, coisas que um país grande e numeroso corre o risco de ter com mais frequência que um Paraguai. Quando o Brasil abdica do seu talento após sua derrota em 1982, para apenas ganhar e continuar hegemônico ‘no papel’, o Brasil negou toda a sorte que teve mais um vez, mesmo completamente desorganizado, o pensamento de vitórias simples a curto prazo, o que culminou no futebol pífio dos anos 90 e 00 (ganhou em 94 e 2002 por conta de pontos fora da curva como romario, ronaldo, rivaldo e ronaldinho) e com a catástrofe dos 7×1 em 2014.

choro9

 

LEIA O RESTANTE CLICANDO ABAIXO

Daí que vem tamanha tristeza, um país que tinha tudo para dar certo e não dava, nossa esperança (por mais deprimente que isso pareça) era o futebol (poderia ser outros esportes, mas nossa falta de organização é tamanha que que só restou o futebol onde não precisava de muita coisa pra pratica-lo), quando nem o futebol serve como espelho de como o país poderia ser bem sucedido, colocamos o dedo na real ferida, não nos 7×1 do futebol, mas naquela que jogamos para baixo do tapete a mais de 60 anos.

Quando vemos *frases como:

felipao_brasil-heulerandrey-mowa

“A CBF é um exemplo para o Brasil. É o Brasil que deu certo, que dá certo”, Carlos Alberto Parreira, antes do Mundial

“É só olhar o time que nós temos. Temos a zaga mais cara do mundo. Temos jogadores experientes, com qualidade, respeitados no futebol internacional, jogando em casa. Somos favoritos, sim”, Parreira, na primeira entrevista coletiva

“Aquelas declarações do Parreira foram espetaculares”, Luiz Felipe Scolari, sobre o favoritismo atribuído pelo colega de CBF, mais de um mês depois

“Gostou, gostou. Se não gostou, vai para o inferno”, Scolari, depois do jogo com o Chile

“Eu fiz aquilo que eu acho que é o mais correto e o melhor”, Scolari, na coletiva após os 7 a 1.

*http://espn.uol.com.br/blogs/maurocezarpereira#/1

20140709-Parreira

Percebemos que há pessoas que estão ultrapassadas, obsoletas, terminadas e que se apoiam só no pensamento que podemos ainda viver na sombra do futebol que encantava o Brasil e o mundo e nos dava esperança que o resto da sociedade poderia ser um exemplo. Mas vimos que não é assim mais, não sei se as declarações foram a mando da CBF, que fatura um monte e mudar o que está ‘bom’ (financeiramente) não é esperto (sendo que o problema pode vir a médio e longo prazo, como o Brasil se rebaixa diante de países com menos habilidade e ‘pé-de-obra’ mas com mais organização, que organiza o futebol no mundo vai começar a pagar menos pelo espetáculo).

David Luiz Desculpa

Nossos vizinhos apesar de terem passado para a final nos pênaltis, passaram, mas cometem o mesmo erro que o nosso país, a AFA (associação de futebol argentina) é tão péssima quando a CBF, na argentina o Estado usa o futebol como propaganda do governo, é terrível também. Onde o ponto fora da curva (messi) está em um time aplicado no futebol medíocre, assemelha muito com o Brasil de 2002.

Não há desculpas que sobreponham a um pedido de desculpa. Para evoluir é preciso assumir os erros, entende-los e prosperar.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “COPA DO MUNDO 2014: Semifinais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s