Países artificiais


 0,,57493374,00

Fundador do site de pagamentos PayPal, o empreendedor americano Peter Thiel doou recentemente US$ 1,25 milhão para o instituto sem fins lucrativos Seasteading, dos Estados Unidos. A verba é para projetar as ilhas artificiais que devem flutuar em águas internacionais, a 650 km da costa da Califórnia.
Cravadas em plataformas de petróleo (como no modelo abaixo), devido à sua localização, esses territórios não precisariam seguir leis de nação alguma. “Queremos incentivar formas de governo que não acontecem em terra firme”, diz Randolph Hencken, diretor de comunicação do instituto. Apesar de ter sido criado por um grupo ligado ao liberalismo econômico, isso não determinaria a ideologia das micronações. Os anarquistas teriam sua chance. E também investidores como Thiel, que almejam uma sociedade supercapitalista, com governo mínimo, sem impostos e poucas restrições ao porte de armas.
Terra sem lei, paraíso fiscal, território de crimes? Isso não é uma preocupação. “O que nos empolga é a oportunidade de começar uma sociedade do zero, mas com a tecnologia e o conhecimento do século 21”, diz Hencken. Para lançar um projeto das ilhas, o Seasteading ainda pede doações. É pagar para ver se a ideia sairá do papel para alcançar o mar.

revistagalileu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s